Domingo, 18 de Agosto de 2019 |
A região algarvia continua a ser zona do país com mais bandeiras azuis

18:39 - 05/05/2019     1150 visualizações ALGARVE
Atualizado em: 10/05/2019
Imprimir
Foram galardoadas 352 praias em Portugal com a Bandeira Azul para a época balnear de 2019. Mais 20 do que em 2018.

O número de praias com qualidade balnear reconhecida continua a aumentar em Portugal, colocando-nos dentro das primeiras 10 posições do ranking, entre os 44 países que participam nesta iniciativa.  

O Algarve conta com um total de 88 bandeiras azuis em 2019, somando 84 praias e 4 marinas galardoadas em 13 concelhos.

Veja-se que esta evolução foi conseguida pelo forte investimento que se realizou no tratamento de águas residuais, por uma gestão mais eficiente das praias e pela alteração de comportamentos potenciado pelo forte empenho das várias entidades na vertente na educação ambiental.

No Algarve, a componente de investimentos tem-se revelado elevada importância na continuidade do bom nível de serviço prestado à região Algarvia e na concretização dos compromissos assumidos quer para a Concessão relativa ao Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água do Algarve quer para o Sistema Multimunicipal de Saneamento do Algarve.

 

98% Taxa de cobertura Saneamento em alta

 99,90% Conformidade da água residual tratada

No ano de 2018 os investimentos em ativos tangíveis e intangíveis atingiram o valor de 16,08 milhões de euros, correspondente a uma realização de 108% do que estava previsto em orçamento para o ano. Tal como em 2017, foi no saneamento que se concentraram os investimentos realizados em 2018, com especial enfase para as duas grandes empreitadas, a da construção da ETAR da Companheira, no concelho de Portimão, e a ETAR de Faro/Olhão e respetivo sistema elevatório, na zona limite entre os concelhos de Faro e de Olhão. O investimento nestas infraestruturas representou mais de 75% do total do investimento de empreitadas realizado em 2018.

Também o corrente ano de 2019, continuará a ser um ano muito importante para a Águas do Algarve, e consequentemente para a região algarvia, estando previsto um total de investimento, de cerca de 13 milhões de euros.

 

Controlo da qualidade de águas residuais

Também de elevada importância, e consequentemente de merecido destaque, está o rigoroso controlo da qualidade que é efetuado às águas residuais do Sistema Multimunicipal de Saneamento do Algarve. Este é realizado de forma a garantir o cumprimento dos valores exigidos nas Licenças de Utilização dos Recursos Hídricos – Rejeição de Águas Residuais, de todas as Estações de Tratamento de Água Residual (ETAR) da Águas do Algarve e respetivos meios recetores e emissários.

Para a monitorização da qualidade das águas residuais e meios recetores, o Laboratório da Águas do Algarve utiliza uma rede de amostragem de cerca de 350 pontos de colheita, situados em ETAR’s, (95%), meios hídricos recetores (cerca de 5%) e um emissário submarino.

Note-se que o controlo da qualidade da água ao longo de 2018, implicou a realização de cerca de 38.500 análises, nas áreas técnicas de físico-química (FQ), microbiologia (MB) e biologia (BIO), das quais cerca de 11% foram subcontratadas a laboratórios externos.

 

A Educação Ambiental

Esta é uma vertente que está intrinsecamente ligada a toda a atividade da empresa. O investimento da Águas do Algarve na Educação Ambiental tem enveredado pela sensibilização dos mais variados públicos, desde as idades mais jovens, até às idades mais experientes, motivando e informando os consumidores para a adoção de comportamentos mais racionais e eficientes para com o ambiente, com os recursos naturais, e claro, com as nossas praias.

Para breve, e ainda neste mês de Maio, levaremos a cabo a ação “Operação Praia Limpa”, num parceria desenvolvida com o Zoomarine e vários outros parceiros regionais. Será no dia 12 de Maio, entre as 09h30 e as 12h00, envolvendo praias de 3 concelhos - Silves, Albufeira e Lagoa. Queremos que as praias fiquem livres de lixo (plásticos, filtros de cigarros, latas, restos de artes de pesca, partes de embarcações, pedaços de eletrodomésticos, entre tantos outros). Esta importante ação ambiental pretende unir famílias, amigos e colegas de todas as idades, numa ação de entreajuda, diversão, educação para a sustentabilidade e, claro, de respeito pela Natureza. Para além da recolha do lixo, pretende-se sensibilizar para a manutenção das praias limpas e em bom estado de utilização e partilha com todos.

 

Alguns números do Sistema Multimunicipal de Saneamento do Algarve:

 

Na Águas do Algarve trabalhamos diariamente, em todas as áreas da nossa atividade, em Simbiose com Ambiente, gerindo o ciclo urbano da água em equilíbrio com os ciclos da natureza. Os nossos Compromissos:

  • Conservar e valorizar as massas de água
  • Minimizar a produção de resíduos e valorizar os subprodutos
  • Conservar a biodiversidade e promover os serviços de ecossistemas
  • Apostar na Investigação e Desenvolvimento

 

A atribuição da Bandeira Azul é efetuada pela ABAE - Associação Bandeira Azul da Europa e, este ano, para além das 32 regras já aplicadas anteriormente para a identificação das praias merecedoras do galardão - entre as quais a qualidade da água balnear, dos acessos e apoios de praia, a existência de nadadores-salvadores - foram ainda consideradas novas obrigações relacionadas com projetos de eficiência energética e de responsabilidade social.

Todas as praias com Bandeira Azul podem ser conhecidas no site da ABAE em https://bandeiraazul.abae.pt/our_news/resultados-bandeira-azul-2019/

 

 

Por: Teresa Fernandes, Porta Voz da Águas do Algarve

 

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos