Terça, 26 de Março de 2019 |
Apelido Barroso

19:00 - 09/02/2019     141 visualizações OPINIÃO
Atualizado em: 09/02/2019
Imprimir
GENEALOGIA por Manuel da Silva Costa | mscosta2000@hotmail.com

O apelido Barroso (fig. brasão) deriva de topónimo - Terras do Barroso que compreendem Boticas e Montalegre. O solar da família fica na Torre de Sipiões, Boticas.

Egas Gomes Barroso, o primeiro assim chamado, foi rico-homem de D. Sancho II (1223-46) e de D. Afonso III (1246-79) e esteve no cerco de Sevilha no ano de 1247. Casou com Urraca Vasques de Ambia, filha de Vasco Guedelha de Ambia e tiveram, entre outros filhos, Gonçalo Viegas Barroso que casado com Maria Fernandes (filha de Rui Fernandes “de las Manos” de Lima e de Sancha Gil) foi continuador do apelido (Felgueiras Gaio, 1678)…

Gomes Mendes Guedeão e sua esposa Chamoa Mendes de Sousa (filha de Mem Viegas de Sousa e de Elvira Fernandes de Toledo) foram os pais de Egas Gomes Barroso.

Mem Gueda “o Velho” casou com Sancha e foram pais de Gomes Mendes Guedeão.

Gueda “o Velho”, pai de Mem Gueda, foi companheiro do Conde D. Henrique (1096-1112), Senhor da Torre do Barroso e era vivo em 1120.

D. Pedro Conde de Barcelos (1344) inicia as linhagens dos Barroso, Leitão, Aguiar, Montes e outros em Gueda “o Velho”. Outros genealogistas continuam a linhagem até Estêvão que foi casado com Lucia (filha de Blefila e de Evancio) e que era sobrinho e copeiro do rei Visigodo Chindasvinto (642-53).

Os Barroso seriam assim descendentes do rei Visigodo Leovigildo (568-86), o qual foi pai de Hermenegildo, avô paterno de Atanagildo, por sua vez pai de Estêvão…

Álvaro Barroso, escrivão, é o mais antigo (1487) do apelido que se encontrou nas Actas de Vereação de Loulé.

O apelido é mais frequente no Barlavento Algarvio. Catarina Barrosa e Bartolomeu da Silva, de Lagos, casaram em cerca de 1620.

António Fernandes Barroso casou com Catarina Gonçalves, em Portimão, por volta de 1640.

De Lagoa, Bartolomeu Fernandes Barroso (filho de Bartolomeu Fernandes e de Inês Anes) desposou, em 1661, Catarina de Moura (filha de Francisco Ferreira e de Beatriz Álvares) e voltou a casar em Silves, em 1688, com Domingas Gonçalves (filha de João Gonçalves e de Maria Adães)…

 

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos