Quinta, 24 de Maio de 2018 |
ENSINO PROFISSIONAL NO ALGARVE DEVE DAR RESPOSTA E ANTECIPAR AS NECESSIDADES DA REGIÃO

14:00 - 16/05/2018     126 visualizações FARO
Atualizado em: 16/05/2018
Imprimir
Apresentação de estudo que envolveu interlocutores regionais

Preparar a oferta do ensino profissional no Algarve, para as necessidades de curto-médio prazo na região, é o objetivo central do estudo realizado pela AMAL, Comunidade Intermunicipal do Algarve, e pela Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, que vai ser apresentado amanhã, dia 17, pelas 14h30, na Escola de Hotelaria e Turismo de Faro.

O “Estudo de Antecipação de Necessidades de Qualificações Intermédias para a Região do Algarve”, foi realizado entre setembro do ano passado e abril deste ano, incidiu nas qualificações intermédias do ensino profissional, correspondente ao 12º ano de escolaridade, e pretendeu fazer um diagnóstico da realidade deste nível de ensino, cruzando as necessidades das empresas com as ofertas que as escolas deverão garantir a partir do próximo ano letivo.

Para tal, foram envolvidos no estudo municípios, escolas, empresas, alunos, encarregados de educação e outras entidades e associações locais e regionais.   

Além de uma análise global, foi feito um diagnóstico mais preciso ao setor do turismo, hotelaria e restauração.

Em outros setores de atividade foram também apontados caminhos a seguir, na área social, por exemplo, mais direcionada para a terceira idade, em que se regista uma carência ao nível do apoio domiciliário.

O estudo indica igualmente a necessidade de diversificar a base económica da região, apostando na economia do mar, nas novas produções agrícolas, na saúde e bem-estar.

É também necessário reforçar a oferta formativa em áreas de procura crescente como são os casos da informática, da comunicação digital, da eletrónica, e da robótica.

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos