Quarta, 19 de Setembro de 2018 |
MONCHIQUE E O 4º FESTIVAL DAS CAMÉLIAS

17:50 - 13/03/2018     188 visualizações MONCHIQUE
Imprimir
Embora não se possa falar em longevidade no que toca ao Festival das Camélias, pois o festival vai para a sua 4ª edição pode-se, no entanto, falar na construção e criação de histórias que irão prevalecer por longos anos.

Estas histórias não acontecem em efémeros momentos de inspiração. Estas histórias resultam de estratégias que fundamentam o projeto. Estas histórias resultam em planos estruturados que dão vida a este festival.

Sendo a Camélia um ícone natural, cultural e patrimonial do concelho não fazia sentido que não existisse um momento em sua homenagem e contemplação. Após 4 anos, existe a certeza e a convicção que Monchique é já uma referência e que reúne em si a distinção de “Jardim do Algarve” e o festival foi e é (mais) um impulsionador deste atributo.

Foi assim que tudo começou: com base no princípio que Monchique tem elementos diferenciadores e únicos e, que seríamos capazes de organizar algo distinto, elegante e digno. Temos a certeza que apaixonámos todos os visitantes, participantes e coleccionadores e é com base nesta premissa que arrancamos para esta 4ª edição.

O ano passado a camélia reuniu as artes e os ofícios. Tivemos performances itinerantes. Tivemos teatro circo. Tivemos apresentações de livros. Concertos. Exposições. E acima de tudo tivemos a satisfação de quem organizou e a contemplação prazerosa de quem nos visitou.

Este ano vamos centrar toda a programação nas artes performativas.

Vamos ter animação circulante constante.

Vamos ter um concerto que junta piano, guitarra, contrabaixo e harpa todos combinados num único instrumento. O Chapman Stick.

Vamos ter poesia à solta.

Vamos ter performances e teatros.

Vamos manter, claro está, a exposição de camélias, a mostra de artesanato e doçaria e as duas rúbricas criadas no ano passado: “Ilustra-te” e “Festival Comvida”.
A primeira lança um convite a um artista para criar ilustrações do festival, onde a camélia está sempre presente. A segunda rúbrica pretende trazer ao festival o trabalho in loco de artistas, através da criação de peças originais para o Festival das Camélias.

Vamos manter a Rota das Camélias, este ano em versão peddy paper com um final muito peculiar e particular!

Acompanhe-nos nesta viagem! Junte-se a nós nos dias 24 e 25 de março e contribua para mais uma história de sucesso. Discreto e cheio de vida este festival promete captar a sua atenção e interesse, este ano no edifício do antigo Casino das Caldas de Monchique, assim como no espaço envolvente. A beleza do local e a particularidade dos cenários naturais e bucólicos deste estabelecimento termal irão contribuir para que este festival ganhe, ainda mais, destaque.

Quem ainda não nos visitou, em edições anteriores, lançamos um desafio: parta à descoberta com disponibilidade para a surpresa e para o encantamento. Prometemos o empenho na construção e criação de histórias que irão prevalecer por longos anos, na memória de todos aqueles que decidirem deixar-se apaixonar pela beleza desta maravilhosa flor que facilmente nos transporta para o mundo maravilhoso da cor, da alegria e do romance.

 

Por: CM Monchique

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos