Quinta, 14 de Dezembro de 2017 |
Apelido - Pacheco

08:27 - 19/06/2017     285 visualizações OPINIÃO
Atualizado em: 19/06/2017
Imprimir
GENEALOGIA por Manuel da Silva Costa | mscosta2000@hotmail.com

Pacheco é antiquíssimo. A mando de Júlio César, Vivio Pacheco defendeu Ulía (País Basco), cercada pelas tropas de Pompeu (45 a.C.)...

O mais antigo ascendente direto que se conhece dos “Pacheco”, Fromarigo Guterres, foi casado com Elvira Gulfara, viva em 1167. De D. Teresa recebeu feudos em Guimarães e Esposende (1110). Por D. Afonso Henriques foi Alcaide de Guimarães e Alcaide (1131) e Mordomo (1139) de Coimbra (http://www.soveral.info/mas/Ribadouro%20e%20Pacheco.htm)

Pero Fromarigues foi filho dos anteriores e pai de Fernão Peres.

Fernão Peres de Guimarães, cavaleiro de Coimbra, documentado entre 1160 e 1178, casado com Usco Godins (filha de Godinho Fafes de Lanhoso e de Ouroana "Gontinha" Mendes) foi pai de Pedro Fernandes.

Pedro Fernandes de Cambra casou com Maria Ourigues (filha de Ourigo "o Velho" da Nóbrega e de Maria Lourenço da Cunha) e tiveram, entre outros, Soeiro Pires Pacheco e Tereja Pires de Cambra.

Tereja Pires de Cambra foi casada com Rui Pires de Ferreira (filho de Pero Pais e de Tereja Ramires Carpinteiro), Rico-homem de D. Afonso II. Seus filhos Maria, Urraca ou Elvira e Fernão Rodrigues adotaram o apelido Pacheco do tio materno Soeiro Pires.

Fernão Rodrigues Pacheco foi com a esposa Constança Afonso (filha de Afonso Anes de Cambra e de Urraca Pires Ribeiro) 5os Senhores de Ferreira de Aves (Sátão). Como Alcaide de Celorico da Beira, por D. Sancho II contra seu irmão, usou da manha de servir uma truta, que uma águia deixara cair sobre o Castelo, aos sitiantes para mostrar que dispunha de provisões (1246)... Os filhos João, Martim e Fernão apelidaram-se Pacheco.

Já em 1524, em Loulé, nas Actas de Vereação, se encontra Martim Pacheco, acerca de coimas.

Duarte Pacheco nasceu em Loulé em 1900. Formou-se em engenharia eletrotécnica (1923) pelo I. S. Técnico, de que foi assistente (1924), professor (1925) e diretor (1926). Ministro da Instrução Pública (1928) e das Obras Públicas (1932), faleceu (1943) a caminho do Concelho de Ministros para tratar do Acordo das Lajes...

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos