Domingo, 21 de Abril de 2019 |
Campanha contra a captura ilegal de aves recebe apoio britânico

12:32 - 24/11/2015     44 visualizações ATUALIDADE
Imprimir
Grupo de birdwatchers, que se encontravam de férias em Portugal, deu importante impulso à campanha de captura ilegal de aves selvagens, liderada pela SPEA.

Um grupo de turistas da empresa Wildlife Holidays England doou 1000 euros para a campanha “Diga não aos passarinhos no prato e na gaiola”, coordenada pela SPEA, Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (BirdLife em Portugal).

A campanha coordenada pela SPEA tem como objetivo chamar a atenção para um problema ilegal, que tem vindo a crescer, relacionado sobretudo com a captura de aves para fins gastronómicos.

De acordo com a SPEA, as armadilhas para pássaros não é um problema novo, mas tem vindo a crescer, talvez devido aos momentos de crise económica e desemprego, que propiciaram a procura de novas fontes de rendimento.

A SPEA quer, assim, mudar as mentalidades e sensibilizar as pessoas para este problema. A associação quer também que a lei seja aplicada de forma mais eficaz.

O grupo de observação de aves e vida selvagem, da Honeyguide Wildlife Holidays, com sede em Norwich, em Inglaterra, fez um donativo durante uma recente visita a Algarve e Alentejo, por acreditar neste projeto.

O proprietário da Honeyguide, Chris Durdin, explica ainda que os preços de todos os pacotes de férias da Honeyguide incluem um donativo para a conservação da natureza. "Nós gostamos de contribuir para a protecção da vida selvagem do país que visitamos, uma vez que vamos usufruir dela. Estamos muito contentes por ter esta parceria de longa data com a SPEA em Portugal”, continua Chris Durdin.

Domingos Leitão da SPEA afirma também que “Este donativo será usado para produzir folhetos para distribuir nas escolas locais, associações e em feiras. Queremos que as pessoas tenham consciência que capturar passarinhos é errado e ilegal e que devem alertar as autoridades quando se depararem com situações suspeitas.”

Este donativo eleva o total dado a SPEA desde as primeiras férias da Honeyguide em Portugal Continental desde 2005 para £4.974. O total de contribuições para fins de conservação de todas as férias da Honeyguide passou de £ 100.000 em 2015 e agora está em £ 103,528.

 

Por SPEA

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos